sabes o que mais me agrada, depois deste verão que se fez tão quente para ambas?
é voltar a ouvir as tuas gargalhadas, sempre que falamos ao telefone. é voltar a ser brindada com o teu sentido de humor.
por mim, naturalmente de uma forma egoísta porque me sabe muito bem, mas também por ti.
porque voltaste saudavelmente ao teu caminho.
e eu e tu temos um caminho em comum. que nem a minha frontalidade irritante e a tua elaboração desmedida das coisas conseguem estragar.
temos a tolerância máxima que se desenha nos grandes afectos. daqueles que um dia, sem nos apercebermos bem como e de onde surgiram, nos brotam do coração e fazem-nos surpreendidas. e maravilhadas.
gosto do cuidado que me tens. eu, que não sei muito bem o que posso dar, dou-me. é a minha maneira de te retribuir.
gosto tanto de ti. obrigada por tudo o que me dás.
deo gratias.