a razão porque numero os meus posts prende-se com uma questão prática. faz-me sentir que as coisas estão ordenadas, e se quiser indicar algum, digo o número e fica tudo resolvido.
comecei a fazê-lo ainda na minha primeira casa, já a escrita ía um bocado avançada. de início nem imaginava quanto tempo andaria por cá a debitar as minhas coisas, nem as surpresas imensas que a blogosfera tinha para me oferecer. atrevo-me a dizer que todas elas boas. umas muito melhores que as outras, ou antes, uma muito melhor que as outras. mas todas boas, que eu não dou muita importância a desaguisados, nem gente que não gosta de mim.
este mais parece um post de aniversário do blog, embora isso só aconteça para a semana. curiosamente, criei este blog no wordpress por impossibilidade de aceder ao blogspot, mas sempre lembrei a data de início do primeiro. este só existe devido a essa impossibilidade técnica. embora, haja uma substancial diferença na forma e no conteúdo, mas acho que isso faz parte do meu crescimento e da minha evolução interior.
[agora reparo que a primeira vez que tive dificuldades em postar, mudei do blogspot para o wordpress. quando fiquei sem poder escrever no wordpress (coisas do patronado, caguei!), a minha Maria ofereceu-me um Asus Eee PC 901! não há nada irresolúvel!]
na vida, se de cada vez que encontramos uma dificuldade a tentássemos resolver sem choraminguices, tornar-nos-íamos mais fortes e mais merecedores de respeito. embora, às vezes, sabe tão bem choramingar, caneco!! e eu sei que a vida é fodida para algumas pessoas, e que é fácil falar, etc, etc, que esse relambório eu já sei de cor, mas confesso não ter cú!
e pronto, era só para dizer que gostei muito do número ‘1000’, porque gosto de números redondos e pares.
gosto muito de aqui escrever, como é mais do que lógico – lamento não o poder fazer sempre que me vem alguma à cabeça, mas quando é muito forte escrevo-a no word e depois copio-a para aqui à hora do almoço. gosto dos comentários que me deixam. e, again, raramente consigo responder-lhes no momento, o que às vezes me tira a pica. mas gosto. eu sou pessoa de gostar, acreditem. nem sempre pareço, mas sou!

(sou mesmo bronca! então não é que tinha feito o link para este blog, em vez de ser para o outro?)