– lamento que, no único jogo em que vi o sporting jogar alguma coisa de jeito esta época, a vitória tenha fugido. por culpa própria, que as oportunidades criadas não tiveram a devida sequência para a baliza, ainda que o helton tenha estado excelente em duas ou três ocasiões.
– houve um disparate de faltas, o que levou ao exagero de cartões, mas os jogadores têm muita responsabilidade na coisa. feia, muito feia, aquela cotovelada que o rochemback deu ao rolando, e que o árbitro não viu. e se visse tinha de o expulsar e marcar penalty. como tinha de marcar também no lance do bruno alves com o abel, já que ele não se limitou a ficar quieto no seu lugar, antes fez obstrução clara à desmarcação do abel. o rui patrício tem uma entrada disparatada sobre o hulk (que raio de nome!) que seria penalty também. e ficam-me dúvidas no toque com o braço do rolando, apesar de estar em queda. disparatada a reacção do caneira, quando alega que caiu, e caiu sim, mas na queda atira com o pé contra o hulk que está caído, depois de levar com o rui patrício em cima. acho cá uma graça aos jogadores a fazerem-se de santinhos, como se a malta não soubesse como é que aquelas coisas se fazem, caneco!
– o treinador adjunto do porto parece uma pessoa muito irritada com a vida, e cheia de vontade de ter protagonismo. há um altura em que ele está a vociferar no banco, e o jesualdo lhe dá um toque tipo “ó rapaz acalma-te lá!”. é o que dá deixar um gajo que nunca fez nada na 1ª liga, ser adjunto de fato e gravata vestido. a malta toma a nuvem por juno.
– por fim, paulo bento muito, muito mal nas palavras que utiliza. a roçarem um nível que se vê na liga dos últimos e que não é de todo prestigiante, nem deveria ser tolerado, a quem faz parte de uma liga profissional. na terça-feira disse que o tratamento dado ao sporting pela comunicação social era asqueroso. ontem , em relação á arbitragem disse que lhe metia nojo. por amor da santa! isso lá são termos que se possam utilizar?! e ninguém vê esta merda? e lhe diz que aquilo fica feio?
– mesmo, mesmo a terminar, a quantidade de “caralhos” e “foda-se” que se diz nos campos de futebol deveria ser revista por alguém de direito. não tem pés nem cabeça, quando se transmitem os jogos pela televisão. é feio, ordinário. mas se falarmos com os protagonistas, como já falei com alguns, aquilo é mesmo assim, no calor da luta, e é para homens não é para copinhos de leite. enfim…

estrelaminha, parabéns! 😉