acordei com uma dor de cabeça monumental. que se dissipou com o banho [devia ser o lixo a pesar].
aqui entretida nos meus pensamentos, entremeados com umas respostas a uns mails, e o lançamento de documentos de caixa, descobri que hoje estou com um coração de manteiga. para amar, mesmo. estou a gostar imenso da minha chefe, de algumas pessoas que não conheço a não ser virtualmente, fora todas as outra pessoas que gosto muito habitualmente. ou seja, estou mesmo para amar!
(tenho dias assim, também. tolerante e bem disposta)